Imunidade contra vírus

Tempo de leitura: 3 minutos

ImunoVídeos

Neste tópico serão disponibilizados vídeos relacionados ao conteúdo de cada GT! Eles têm como finalidade ser uma ferramenta complementar, facilitando o aprendizado em Imunologia!

“Cytotoxic T cell function”

Canal: Andrew Lilja 

Reconhecimento do Antígeno – Processamento das Moléculas do MHC de Classe I

Canal: Down Zero 

“MHC class I assembly and presentation”

Canal: Immunology Toronto

 

ImunoArt

A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível.“

Leonardo da Vinci

Para complementar nosso aprendizado no módulo “Mecanismos de agressão e defesa“, foram selecionadas algumas “obras“, entre elas mapas, esquemas, desenhos e paródias, relacionadas com os assuntos dos GTs! Algumas delas até produzidas por pessoas que passaram por este módulo e outras de artistas desconhecidos.

Arte 1 – GT4:

“Imunidade contra o vírus HSV “ Autoria de Joyce Teixeira Noronha Martins Cavalcante

Quer colaborar com o seu desenho, pintura, mapa, algo que te impulsione artisticamente e melhore a compreensão em Imuno?

Mande para o e-mail: imunosite2018@gmail.com

Obrigado!

Questões

Aqui serão disponibilizadas questões diversas acerca dos conteúdos dos GTs.

As questões vão sendo adicionadas ao longo do módulo após a resolução do seu respectivo GT.

Questões de provas anteriores:

01 – Considerando os mecanismos de defesa contra o HSV e seus mecanismos de escape, assinale a alternativa correta:

A – Possui tropismo por células do sistema muscular, daí a fraqueza e mialgia decorrentes da infecção.

B – Estímulos estressores, como radiação solar e estresse psíquico podem induzir a agudização de uma infecção latente pelo HSV.

C – O tropismo pelas células do sistema nervoso não tem relevância imunológica, pois a imunidade adquirida (especializada) geralmente elimina todos os HSV.

D – Mesmo nas infecções latentes, é necessário o tratamento com antibióticos.

02 – Assinale a alternativa correta: 
I) As moléculas de MHC classe I e II quando associadas a peptídeos estranhos fornecem o primeiro sinal de ativação aos linfócitos TCD4 e TCD8, respectivamente;

II) Os peptídeos quando gerados no fagolisossoma, são transportados pela proteína TAP para se ligarem às moléculas de MHC de classe I;

III) Quando proteínas virais estranhas ou que sofrem dano encontram-se no citoplasma, as mesmas são processadas pelo proteassoma. Os peptídeos gerados por essa via são apresentados via MHC de classe I;

IV) As células epiteliais infectadas pelo HSV-1 são facilmente destruídas pelas células NK, porque o MHC de classe I dessas células apresenta um peptídeo viral do HSV;

V) A micobactéria, ao inibir a fusão do fagossoma, impede a sua degradação e, consequentemente, peptídeos não são gerados para serem apresentados via MHC de classe II. 
a) 2 e 3 estão corretas;

b) 3, 4 e 5 estão corretas;

c) 1, 3 e 4 estão corretas;

d) 3 e 5 estão corretas;

e) 2, 3 e 4 estão corretas.

Extras

Algumas estratégias extras que nos envolvem de uma forma diferente com o módulo “Mecanismos de agressão e defesa“!

  • CoursEra “Stories of infections“ – Este curso online disponibilizado na plataforma CoursEra foi desenvolvido pela Universidade de Stanford e é lecionado pela professora Maya Adams, MD – É projetado para 6 semanas, possui materiais e aulas sobre diversas infecções, inclusive assuntos dos GTs. Para saber mais: https://www.coursera.org/learn/stories-of-infection/home/welcome

 

  • Episódios de séries médicas

– Dr. House, “House vs. God“ – Temporada 2, episódio 19. → Encefalite herpética.