Imunidade mediada por linfócito Th1

Tempo de leitura: 4 minutos

ImunoVídeos

Neste tópico serão disponibilizados vídeos relacionados ao conteúdo de cada GT! Eles têm como finalidade  ser uma ferramenta complementar, facilitando o aprendizado em Imunologia!

 

“Role of Dendritic Cells in Antigen Capture and Presentation to T Cells”

Canal: Carlos Jimenez

 

“MHC Class II Processing”

Canal: garlandscience

“Tuberculosis – causes, symptoms, diagnosis, treatment & pathology”

Canal: Osmose

 

ImunoArt

A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível.“

Leonardo da Vinci

Para complementar nosso aprendizado no módulo “Mecanismos de agressão e defesa“, foram selecionadas algumas “obras“, entre elas mapas, esquemas, desenhos e paródias, relacionadas com os assuntos dos GTs! Algumas delas até produzidas por pessoas que passaram por este módulo e outras de artistas desconhecidos.

Arte 1 – GT2: “Ativação dos linfócitos”

Autoria de Adriane Feitosa, a qual já foi monitora do módulo “Mecanismos de agressão e defesa”

 

Arte 2 – GT2:

“ Ativação TCD4+ “
Autoria de Joyce Teixeira Noronha Martins Cavalcante

 

Quer colaborar com o seu desenho, pintura, mapa, algo que te impulsione artisticamente e melhore a compreensão em Imuno?

Mande para o e-mail: imunosite2018@gmail.com

Obrigado!

Questões

Aqui serão disponibilizadas questões diversas acerca dos conteúdos dos GTs.

As questões vão sendo adicionadas ao longo do módulo após a resolução do seu respectivo GT.

Questões de provas anteriores:

01 – Marque a opção correta: 
A – Os peptídeos transportados para dentro do retículo endoplasmático rugoso ligam-se preferencialmente às moléculas do MHC de classe II.

B – A expressão de moléculas do MHC de classe I em todas as células nucleadas assegura que todos os antígenos que sofreram endocitose podem ser reconhecidos pelos T CD8+.

C – Os peptídeos somente se ligam às moléculas do MHC de classe II graças à molécula HLA – DM que removem o CLIP da fenda de ligação do peptídeo da molécula do MHC de classe II.

D – A proteína transportadora de antígenos (TAP) está localizada na membrana do fagolisossoma, onde medeia o transporte ativo de peptídeos do citosol para o lúmem do fagolisossomo.  

02 – Um fármaco imunossupressor chamado ciclosporina liga-se a calcineurina inibindo a produção de IL – 2 pelos linfócitos Th ativados. Assinale a consequência imediata do uso da ciclosporina para a resposta imune: 
A – Não ocorre a diferenciação de Th em Th1.

B – Não ocorre o processamento e apresentação de antígeno.

C – Não ocorre a expressão de CD40L.

D – Não ocorre a mitose dos linfócitos T ativados.

E – Não ocorre a interação de CD28 aos co-receptores. 

03 – Marina é estudante de Medicina e está realizando estágio em um hospital em Fortaleza. Ela entra em contato constantemente com pacientes infectados e por isso se preocupou em realizar o teste do PPD para análise de infecção micobacteriana, pois nunca tinha sido vacinada com BCG. O resultado foi 6 mm (reator fraco). Marque abaixo a opção correta sobre o exame de Marina:  
A – A resposta imune de Marina foi ativada pela via do linfócito Th1 que libera IL – 1 e ativa a célula NK eliminando células infectadas com o bacilo.

B – É provável encontrar granulomas formados por eosinófilos ativados que liberam perforinas contra as células infectadas pela micobactéria.

C – O sucesso da infecção pela micobactéria em Marina depende de moléculas de adesão como integrinas e selectinas, presentes no endotélio vascular para facilitar a passagem do microrganismo para a circulação sanguínea nos alvéolos pulmonares.

D – A resposta imunológica induzida para eliminar o bacilo é direcionada pela IL – 12 que diferencia linfócitos Th virgens em Th1, cujo principal objetivo é liberar IFN – gama para ativar macrógafos no granuloma pulmonar.

E – A resposta mediada pelo linfócito Th2 não é a mais importante contra a micobactéria, mas sua participação é essencial para ativar a imunidade humoral com síntese de anticorpos neutralizantes e opsonizantes contra o microrganismo.

Extras

Algumas estratégias extras que nos envolvem de uma forma diferente com o módulo “Mecanismos de agressão e defesa“!

  • CoursEra “Stories of infections“ – Este curso online disponibilizado na plataforma CoursEra foi desenvolvido pela Universidade de Stanford e é lecionado pela professora Maya Adams, MD – É projetado para 6 semanas, possui materiais e aulas sobre diversas infecções, inclusive assuntos dos GTs. Para saber mais: https://www.coursera.org/learn/stories-of-infection/home/welcome

 

  • Episódios de séries médicas

– Dr. House, “ Histories“ – Temporada 1, episódio 10. → Tuberculose, Raiva e Síndrome de Korsakoff.

– Dr. House, “ TB or not TB“  – Temporada 2, episódio 4. → Tuberculose.